Seminário para pensar as Cinematecas e instiuições de preservação latino-americanas acontece no 18º FAM

Seminário “MEMÓRIAS DE UM CONTINENTE EM MOVIMENTO: A HISTÓRIA E O PAPEL DAS CINEMATECAS LATINO-AMERICANAS NO PRESENTE” acontecerá nos dias 24,25 e 26 durante o Festival Audiovisual Mercosul – FAM

cartaz_novo

O 18º Florianópolis Audiovisual Mercosul realizará o seminário Memórias de um continente em movimento: a história e o papel das cinematecas latino-americanas no presente. O encontro reunirá em Florianópolis, nos dias 24, 25 e 26 de maio, representantes da Cinemateca Uruguaia, Cinemateca Brasileira (Minc-SAV), da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA), da Cinemateca Catarinense (ABD-SC) e do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS-SC/ FCC), além da presença do advogado Petrus Barreto, especialista em direitos autorais e conexos. Os debates programados para o encontro têm como objetivo fornecer ao púbico a oportunidade de conhecer um pouco sobre a história e sobre o trabalho realizados pelas cinematecas representada (na preservação e na difusão do patrimônio cinematográfico/ audiovisual de seus respectivos países), bem como a intenção de colocar na ordem do dia possibilidades de intercâmbio e de acordos de cooperação técnica entre as cinematecas do continente, visando o desenvolvimento de suas atividades e uma melhor e mais ampla difusão de seus respectivos acervos. Serão mesas temáticas organizadas de modo a acolher a participação de um público amplo e interessado nas questões de preservação e no trato da memória audiovisual do continente.

As sessões de sábado e domingo, matutinas e vespertinas ocorrerão no Hotel Maria do Mar, no Saco Grande. Na segunda-feira, dia 26, ocorrerá um painel com os participantes do encontro no campus da UFSC às 10hrs da manhã.

O Seminário é uma realização da Cinemateca Catarinense (ABD-SC) em parceria com o Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS-SC) e com o 18º FAM.  Confira a programação completa do Festival,no site: http://www.famdetodos.com.br

Seminário Memórias de um continente em movimento: a história e o papel das cinematecas latino-americanas no presente

Sessões dos dias 24 e 25 de maio, sábado e domingo – início 9h30 e retorno 14h. Na Sala Laranjeira - Centro de Cultura e Eventos da UFSC [Campus Universitário, Trindade – Florianópolis/SC].

Sessão do dia 26 de maio - segunda-feira – início 10h. No Centro de Cultura e Eventos da UFSC [Campus Universitário, Trindade – Florianópolis/SC].

Mais informações: wwwcinematecacatarinense.org |.famdetodos.com.br

| Deixe um comentário

CINEMATECA CATARINENSE E MIS- SC PROMOVEM AÇÕES PARA FORMAÇÃO E PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL

Oficina de Preservação Audiovisual que acontece na próxima semana, marca o inicio das ações.

oficina_de_preservação_audiovisual

“Preservar filmes significa coletar, identificar, documentar, estabilizar, recuperar fisicamente, restaurar técnica e esteticamente, transferir para novos suportes de guarda, conservar, catalogar, difundir e disponibilizar para consulta permanente, entre outras tarefas associadas. Mesmo longe do ideal, este trabalho pode ter uma enorme influência na vida de uma comunidade e mesmo de uma sociedade. O Estado brasileiro continua distante do universo da preservação de filmes” assim discorre Hernani Heffner sobre a situação da preservação audiovisual. Presidente da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual e conservador chefe da Cinemateca do MAM-Rio, Hernani estará em Florianópolis, no fim de maio, para ministrar a Oficina de Preservação Audiovisual, prestar consultoria aos acervos da Cinemateca Catarinense e Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) e, ainda, participar do “Memórias de um continente em Movimento: a história e o papel das cinemateca latino-americanas no presente” durante o 18º Festival Audiovisual Florianópolis (FAM) [www.famdetodos.com.br].

A Oficina de Preservação Audiovisual surgiu de uma iniciativa da Cinemateca Catarinense em parceria com o Museu da Imagem e do Som, com o intuito de melhorar a capacitação dos técnicos de ambas as instituições e, também, para novos conservadores e técnicos de acervos, visto que os acervos têm crescido nos últimos anos. A oficina acontecerá no MIS/SC, durante as tardes dos dias 22 e 23 de maio, das 13h30min até 17h30min, gratuita e com vagas limitadas. Os interessados devem acessar o site da Cinemateca Catarinense [www.cinematecacatarinense.org] para realizar a inscrição.

Mais informações: www.cinematecacatarinense.org

OFICINA DE PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL

Quando: 22 e 23 de maio, com quatro horas diárias vespertinas – Das 13h30min até 17h30min
Onde: Museu da Imagem e do Som – Centro Integrado de Cultura (CIC)
[Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica, Florianópolis - SC]
Quanto: Gratuito

inscreva-se

Inscrições: Enviar por email: nome, profissão e  telefone com assunto “OFICINA DE PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL” para contato@cinematecacatarinense.org até o dia 21/05

Contato: 48 3224 7239 |  www.cinematecacatarinense.org

| Deixe um comentário

Informativo Cinemateca Catarinense

 

cabeçalho para informa

MUDANÇA DO ESTATUTO

Na assembleia de  22/04, o estatuto e propostas de alterações não foram votado por falta de quórum. É muito importante que todos participem e estejam atentos para todas as mudanças. A nova data para assembleia será marcada e em breve a convocação com todas as orientações para participação será enviada.

RETORNO SOBRE AS DENÚNCIAS DE 2013

Na última semana recebemos ofício da ouvidora da Prefeitura Municipal de Florianópolis respondendo à nossos relato de defesa e esclarecimento. Como as acusações foram indevidas e se referiam a irregularidades inexistentes, todas foram arquivadas. O documento segue no Anexo 1.

Imagem

LADO C

No dia 16/04 foi lançada a quinta edição da revista Lado C 5. A edição traz ainda o texto de André Dib sobre a crescente produção do cinema pernambucano, o artigo de Orlando Senna sobre o audiovisual na internet, o depoimento de Marcelo Esteves sobre os problemas do roteirista no Brasil, a reflexão sobre os conceitos de difusão do audiovisual, de Fausto Correa Jr entre outras críticas e análises importantes. A capa é a obra “Lampião e Maria Bonita: amor bandido” do artista Susano Correia. Ilustram esta edição, os artistas Alexandre Siqueira, Clênio de Souza e Yannet Briggiler, animadora e desenhista.
Para os que não puderam comparecer: está disponível a versão impressa na sede da Cinemateca Catarinense e na Fundação Badesc, a versão online está no site da Cinemateca: http://cinematecacatarinense.wordpress.com/lado-c/

Imagem

CINEMATECA E CINE PAREDÃO EXIBEM “PLANO B”

A Cinemateca Catarinense firmou parceria com o Cine Paredão e participará do Circuito Nacional de Estreias do documentário PLANO B (84 min, 2013, DF), de Getsemane Silva. O circuito   prioriza a janela cineclubista de exibição, valorizando sua importância como um dos principais meios de acesso a diversidade de conteúdos cinematográficos.

A exibição será no dia 30/04 (quarta feira)  20h na Ufsc. Mais informações no Anexo 2 e no evento do facebook:  https://www.facebook.com/events/235270466667939/?ref=notif&notif_t=plan_user_invited

 

ACERVOS – PARCERIA UFSC E UNISUL

A Cinemateca Catarinense está iniciando uma parceria com os cursos de cinema da Unisul e UFSC para troca de acervo. Nos dois cursos existe acervo de filmes feitos durante o curso e resultados de Trabalhos de conclusão, além de títulos produzidos extra universidade por alunos e professores. A Cinemateca fará cópia de todos e deixará seu acervo à disposição dos estudantes.

rodapé

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

Exibição “Plano B” – Parceria entre a Cinemateca Catarinense e o Cine Paredão!


Imagem

Essa exibição integrará o Circuito Nacional de Estreias do documentário PLANO B. O circuito prioriza a janela cineclubista de exibição, valorizando sua importância como um dos principais meios de acesso a diversidade de conteúdos cinematográficos. O filme será lançado no mês de aniversário de Brasília, comemorado no dia 21 de abril, de forma a ampliar a visibilidade do documentário e de todos os parceiros envolvidos.

Sinopse: Em 1967, o filme em curta-metragem “Brasília – Contradições de uma Cidade Nova” decide revelar os subúrbios pobres de Brasília e termina proibido pelos próprios patrocinadores. Para proteger a cópia, Joaquim Pedro de Andrade, diretor do curta, decide escondê-la logo após uma projeção surpresa. Passados 40 anos de esquecimento, o filme é restaurado e se mostra incrivelmente atual. Em 2012, outra equipe de cinema procura as pistas da produção, da censura e do desaparecimento da cópia para entender porque a vanguarda modernista não chegou aos subúrbios da cidade, e descobrir qual foi o futuro das pessoas que estavam no filme proibido.

O documentário longa-metragem PLANO B resgata este importante episódio do cinema brasileiro, com um olhar crítico sobre o passado e o presente das nossas urbanidades. Acreditamos que o documentário possa promover importantes debates e reflexões, que ajudem a construir novos olhares sobre a atual urbanização brasileira.

Trailer: http://vimeo.com/66158049

Direção: Getsemane Silva
Duração: 84 min
Ano: 2013
País: Brasil

Por ser um filme que propõe uma reflexão sobre a urbanização brasileira e os seus impactos sobre toda a sociedade, a sessão será realizada na área externa do Prédio de Arquitetura. Logo mais disponibilizaremos o local exato da exibição.

Confira mais informações sobre o evento: https://www.facebook.com/events/235270466667939/?ref=notif&notif_t=plan_user_invited

| Deixe um comentário

LADO C CHEGA A SUA QUINTA EDIÇÃO!

Revista de Cinema e Audiovisual será lançada no dia 16 de abril às 19h, na Fundação Badesc.

1560707_474323376029803_6471329199001230198_n

Na entrevista desta quinta edição da “Lado C”, Marcello Maia, um dos raros produtores do cinema brasileiro que ainda pensa numa cinematografia além do mercado, já dá o tom do conteúdo: “Nunca tivemos tantos recursos para produzir e tão pouco espaço – vontade, caminho, forma, possibilidade – para exibir.”
A edição traz ainda o texto de André Dib sobre a crescente produção do cinema pernambucano, o artigo de Orlando Senna sobre o audiovisual na internet, o depoimento de Marcelo Esteves sobre os problemas do roteirista no Brasil, a reflexão sobre os conceitos de difusão do audiovisual, de Fausto Correa Jr entre outras críticas e análises importantes.
A capa é a obra “Lampião e Maria Bonita: amor bandido” do artista Susano Correia. Ilustram esta edição, os artistas Alexandre Siqueira, Clênio de Souza e a convidada Yannet Briggiler, animadora e desenhista.

A “Lado C” é uma revista especializada em cinema e audiovisual. A intenção é atingir públicos distintos, interessados tanto em matérias informativas quanto em ensaios visuais e artigos acadêmicos, fomentando o conhecimento, a reflexão e o senso crítico sobre temas pertinentes como mercado, políticas públicas, linguagem, memória, estética e cineclubismo.
Os textos são de escritores, profissionais e estudantes de cinema, cumprindo com um dos objetivos do projeto, o estímulo à produção crítica de cinema e audiovisual. Estiveram nas páginas da revista, João Moreira Salles, Luiz Carlos Lacerda, Mauro Faccioni, Gilberto Scarpa, José Geraldo Couto, Carlos Ebert entre outros.
Com a finalidade de garantir o acesso a um público mais variado possível, os exemplares são distribuídos gratuitamenteatravés da rede SESC para todo Brasil, além dos espaços culturais dos municípios de Florianópolis, Balneário Camboriú, Joinville, Lages e Chapecó e das versões em pdf disponíveis nos sites da Cinemateca Catarinense e do Fundo Municipal de Cinema.

Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/424779214332248/?notif_t=plan_user_joined

Imagem

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

5ª Conferência Municipal de Cultura! De 2 a 4 de abril! Inscreva-se!

| Deixe um comentário

Festival Internacional CINERAMA.BC bate recorde de inscrições em sua quarta edição

Mostra competitiva internacional recebeu 809 curtas e 188 longas metragens na fase de seleção. Evento será de 8 a 13 de abril em Balneário Camboriú

 

O Festival Internacional de Cinema CINERAMA.BC encerrou a fase de seleção comemorando o recorde de inscrições das quatro edições: desta vez foram 809 curtas e 188 longas metragens inscritos, vindos dos mais variados países: Bulgária, Japão, Nepal, Argentina, Noruega, Austrália, México, Macedônia, Espanha, Áustria, Coréia, Russia, França, Paraguai, Venezuela, Cuba, EUA, Itália, Suíça, Bélgica, Alemanha, Venezuela, Síria, Congo, Irã, Chile e Sérvia.

 Imagem

A Seleção Oficial 2014 é composta por oito curtas e oito longas-metragens inéditos no Brasil, que serão anunciados na próxima semana. O CINERAMA.BC divulga o festival ao longo do ano através de sites, grupos e imprensa especializada, e também participando in loco de outros festivais, promovendo não só o seu trabalho como a cidade de Balneário Camboriú por todo o mundo. Em 2013 os organizadores estiveram em festivais como Cannes, San Sebastian, Veneza  e já nesse ano foram realizadas ações em Roterdã e Berlim.

 A exemplo da última edição do festival, em abril de 2013, que contou com diretoras alemãs Frederike Jehn e Hanna Doose, este ano uma delegação belga, formada por representantes institucionais como Embaixada Belga no Brasil e Wallonie Bruxelles International e outros 15 produtores, diretores e profissionais da indústria cinematográfica belga  estarão no festival. É uma oportunidade única para profissionais brasileiros e catarinenses realizarem contatos.

 Garanta sua credencial e apoie o festival

 O CINERAMA.BC, festival de cinema que acontece de 8 a 13 de abril em Balneário Camboriú, está fazendo uma ação no sibite.com.br a fim de arrecadar verbas para a realização de atrações extras no festival. Qualquer pessoa pode ser um colaborador, basta entrar no site e escolher a opção que mais se adequar: todas oferecem retorno, seja a credencial para todas as sessões, kits com bolsa, camiseta e pôster, agradecimentos especiais, jantar com convidados e outras vantagens. O apoio mínimo é R$ 50,00 e a meta total, R$ 22 mil. Veja informações em www.sibite.com.br.
| Deixe um comentário