Ciclo Neo-realismo italiano

Na Fundação Badesc

O neo-realismo italiano, através da cinematografia de seus três maiores expoentes, os cineastas Roberto Rosselini, Vittorio De Sica e Luchino Visconti, é o tema de novembro do Cineclube da Fundação Cultural Badesc em parceria com o Centro Di Cultura Italiana. As sessões são gratuitas, ocorrem sempre às quintas, às 19 horas.

Dia 5

Roma, cidade aberta (Roma, città aperta), de Roberto Rosselini, 1945. Marco inicial do movimento, rodado logo após a libertação de Roma.

eventos_fcb_roma

É filmado ainda durante a guerra, inserindo registros de combates verdadeiros junto à dramatização. Rodado clandestinamente, como a própria resistência, o filme situa-se num limiar entre encenação e documento histórico.

Dia 12

Ladrões de bicicletas (Ladri di biciclette), de Vittorio De Sica, 1948. O filme contém os principais elementos do Neorrealismo: a temática dos problemas sociais, a criança, os atores iniciantes ou desconhecidos, a ambientação da própria cidade, a ausência de apelos técnicos ou dramatúrgicos e ao mesmo tempo um intenso conflito na trama.

eventos_fcb_ladri

Pela história do homem recém-empregado que tem seu instrumento de trabalho – a bicicleta – roubado, e assim ameaçado de perder o emprego.

Dia 19

A terra treme (La terra trema), de Luchino Visconti, 1948. Pescadores da Sicília interpretam eles próprios, num filme rodado de maneira semi-documental e crua.

eventos_fcb_terra

Para muitos críticos, porém, observa-se nesse filme o início do declínio do movimento. A estética engajada, comprometida em desnudar as contradições da sociedade acaba por se submeter à “exploração comercial”, o que provoca o começo do fim do movimento que havia trazido ao cinema italiano vitalidade artística e significação social.

Dia 26

Paisà (Paisà), de Roberto Rossellini, 1946. Produzido com atores, na sua maioria, não profissionais, traz seis episódios que mostram a luta das tropas aliadas para libertar diferentes regiões da Itália do jugo nazista, entre 1943 e 1944, evidenciando o avanço das tropas aliadas da Sicília até o norte da Itália.

eventos_fcb_paisa

São histórias de amor, amizade e lealdade, que focalizam o relacionamento do povo italiano com os soldados estrangeiros. Paisà integra a célebre “triologia da guerra” de Rossellini, composta por Roma, cidade aberta e Alemanha, ano zero.

O QUÊ: Ciclo Neo-realismo Italiano.
QUANDO: Todas as quartas-feiras, 19 horas.
ONDE: Fundação Cultural Badesc. Rua Visconde de Ouro Preto, Centro, Florianópolis, tel.: 3224-8846.
QUANTO: Entrada gratuita.

logo_badesc

Anúncios

Um comentário sobre “Ciclo Neo-realismo italiano

  1. Pedro, por favor corrija uma informação que eu te enviei errada. A parceria da Fundação Cultural Badesc, no caso do cinema italiano, é com o Instituto Cervantes, e não com o Centro de Cultura Italiana. Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s