Oficinas da 6ª Semana de Cinema da UFSC

Estão abertas as inscrições para as oficinas da 6ª Semana de Cinema que acontecerá de 28 de maio a 01 de junho. Para participar envie um e-mail para semanadecinema2012@gmail.com, com o nome da oficina escolhida no assunto do e-mail. No corpo do e-mail coloque seu nome completo, telefones para contato e redija um parágrafo sobre as suas expectativas/desejos em relação à oficina. O prazo das inscrições vai até 25 de maio.
Segue a programação:

OFICINAS
1. Maquiagem e caracterização de zumbis
Com Pauline Araújo
Dias 28 e 29 de maio
9h às 12h
Refletir sobre a maquiagem de efeito nos filmes com zumbis. A relação da maquiagem com a fotografia, continuidade e as novas tecnologias da imagem. Apresentação de material, técnicas e exercício prático.
20 vagas.
2. Criação de monstros 
Com Luiz Nazario, Alê Camargo, Camila Carrossine e Márcio Markendorf.
Dias 29 e 30 de maio
9h às 12h
Brincar de Dr. Frankenstein. A partir do estudo do medo pessoal e coletivo, trabalhar o perfil psicológico e características físicas de um monstro. Desenvolver o monstro através de desenho ou modelagem.
30 vagas.

3. Iluminação expressionista
Com Clarice Dantas e Danilo Rossi
Dias 31 de maio e 1º de junho
9h às 12h
Pensar a expressão do medo e alucinação nos filmes de suspense através do contraste de luz e sombra com base na análise de filmes que tem por referência o movimento expressionista.
25 vagas.
_

MESAS E FILMES
Segunda-feira, 28 de maio
Mesa às 14h.  Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
Como pensar o horror no cinema brasileiro?
Com Daniel Sá (UFSC), Rodrigo Aragão (Fábulas Negras Produções Artísticas) e Laura Loguercio Cánepa (Universidade Anhembi Morumbi). Mediação Prof. Márcio Markendorf.
Sessão às 18h Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
A noite dos Chupacabras
De Rodrigo Aragão, ES, 2011, 95 min.
Com Afonso Abreu, Alzir Vaillant e Cristian Verardi.
Morte e sangue espreitam duas famílias rivais. Algo sinistro ronda a fazenda Silva e faz suas vitimas. Os Carvalho, apegados ao passado e presos no ódio não enxergam o mal secular que se aproxima no breu da mata.
_
Terça-feira, 29 de maio
Mesa às 14h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
Alegorias políticas nos filmes fantásticos
Com Alcebiades Diniz Miguel (UFMG), Lucas Villela (UFSC) e Luiz Nazário (UFMG). Mediação Prof. Jair Fonseca.
Sessão às 18h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
O guri 
De Zeca Brito, RS, 2011, 92 min.
Com Lucas Quintana Domingues, Eliane Pacheco e Sandra Alencar.
A maldição do lobisomem paira sobre as terras da fronteira gaúcha. Em tempos de guerra, em que os homens estão ausentes e as mulheres governam, fatos estranhos começam a acontecer. É um tempo de descobertas e a vida do menino Lucas jamais será a mesma.
_
Quarta-feira, 30 de maio
Mesa às 14h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
A produção brasileira de animações: panorama, problemas e rumos
Com Alê Camargo (Buba Filmes), Igor Pitta (diretor de animação independente) e Rubens Belli (Belli Studio). Mediação Prof. Henrique Oliveira.
Sessão às 18h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
Shuim, o grande dragão rosa 
De Cristiano Popov Zambiasi, SC, 1997, 85 min.
Com Saulo Popov Zambiasi, Wladenilson A. Corrêa e Caroline Mazon.
Planeta Terra, Cidade Chapecó. Um herói diferente luta contra os maiores inimigos da cidade, poluição, violência e um perigoso traficante que se aproveitando da “Lei seca do sorvete seco” organiza um torneio para distribuir esse produto ilegal. Com sua mente superior e seu faro aguçado, Shuin poderá salvar o mundo e garantir a paz da humanidade.
_
Quinta-feira, 31 de maio
Mesa às 14h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
Apresentação de trabalhos de alunos do curso de cinema
Com a participação dos alunos Luís Felipe Tortoro, Renan Blah, André Zacchi e Vanessa Sandre.
Mediação Prof. Alexandre Linck.
Sessão às 18h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
As sete vampiras
De Ivan Cardoso, RJ, 1986, 86 min.
Com Nicole Puzzi, Nuno Leal Maia e Andréa Beltrão.
Na década de 50, o cientista Fred importa da África uma planta carnívora rara. Sua esposa preocupada com o novo objeto de estudo do marido, vai vê-lo em sua estufa de plantas e é atacada. Tem início uma série de crimes inexplicáveis em que as vítimas ficam totalmente sem sangue.
_
Sexta-feira, 01 de junho
Mesa às 14h. Auditório da Biblioteca, UFSC.
Psicanálise na ficção científica: filme catástrofe e a auto-destruição  
Com Soraya Valerim (EBP/SC), Rafael Raffaelli (UFSC) e Amadeu Wiennam (UFRGS). Mediação Prof. Mauro Pommer.
Sessão às 18h. Auditório Henrique Fontes, CCE/UFSC.
O jovem tataravô 
De Luiz de Barros, RJ, 1936, 77 min.
Com Marcel Klass, Dulce Weytingh e Darcy Cazarré.
O “jovem tataravô” morreu em 1832, com apenas 35 anos. Agora, em pleno ano de 1936, ele ressurge do seio da terra, não gelado como se poderia imaginar, mas ardente e tropical como se tivesse passado um século dormindo em um vulcão.

Para maiores informações visite o site: www.semanadecinema.ufsc.br

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s