FAM 2013 COMEÇA NESTA SEXTA REUNINDO 82 FILMES COM O MELHOR DO CINEMA DO MERCOSUL

Festival + Fórum faz de Florianópolis, em junho, a capital da Sétima Arte no país

 

O Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2013) chega a sua 17ª edição consecutiva em Florianópolis como um dos principais eventos audiovisuais do Sul do país a proporcionar ao público uma janela para as mais interessantes produções recentes do cinema latinoamericano e, ao mesmo tempo, um espaço privilegiado ao debate dos temas emergentes da política e da estética do audiovisual.

O evento, entre 14 e 21 de junho na Universidade Federal de Santa Catarina, com entrada gratuita em todas as atividades, acontece graças ao patrocínio da Petrobras, Ministério da Cultura/Governo Federal, Lei de Incentivo a Cultura, FunCultural/Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte/Governo do Estado de Santa Catarina, apoio da Universidade Federal de Santa Catarina e Fundação Franklin Cascaes/Prefeitura Municipal de Florianópolis, com realização da Associação Cultural Panvision.
Frame do filme "A Casa elétrica"

Serão sete mostras de longas e curtas-metragens no festival, com palco principal no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos, e cinco painéis do Fórum Audiovisual Mercosul, além de encontros das entidades audiovisuais da região.

Ao todo, entre longas e curtas-metragens, serão exibidos 82 filmes nos oito dias do FAM. A mostra mais tradicional, a Mostra de Longas Mercosul, trará nove filmes dentre as grandes produções recentes do cinema da região, sendo dois exibidos no encerramento do FAM, dia 21, como tem sido nas últimas edições. Cinco deles são brasileiros: “Rendas no Ar”, de Sandra Alves, que fará sua estreia, “Nove Crônicas para um Coração aos Berros”, de Gustavo Galvão, “Cores”, dirigido por Francisco Garcia, A Memória que me Contam, de Lúcia Murat, e “A Casa Elétrica”, de Gustavo Fogaça, este uma coprodução com a Argentina.

Outra coprodução, desta vez Chile-Argentina, é o faroeste Sal”, de Diego Rougier, ganhador de mais de 40 prêmios. Da Venezuela, país que passou a integrar o Mercosul em 2012, vem dois longas, “La Niña de Maracaibo”, de Miguel Curiel, e “Piedra, papel o tijera”, de Hernán Jabes,  candidato venezuelano ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. O Uruguai estará representado por “Tanta Água”, de Ana Guevara e Leticia Jorge, prêmio de melhor filme pela crítica especializada no Festival de Berlim. Mostra não-competitiva, terá as sessões sempre às 21 horas, no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos.

Mostras competitivas

Nas quatro mostras competitivas do festival concorrerão 48 produções, do Brasil, Uruguai e Argentina. A Mostra de Curtas Mercosul tem o maior número de participantes, 24 filmes, entre eles diversas estreias, como as produções catarinenses Desencanto, de Marco Stroisch, O Homem Dublado, de Renato Turnes, e Sem perder a ternura, de Marcia Paraiso e Ralf Tambke.

DOC-FAM, mostra dedicada aos documentários, que se notabilizou por apresentar grandes produções do gênero, terá sete longas-metragens, entre eles um convidado, “A mulher de longe”, de Luiz Carlos Lacerda, que retoma um filme inacabado do escritor/diretor Lúcio Cardoso iniciado em 1949. Política e música são temas de destaque da mostra, como em Dossiê Jango, de Paulo Roberto Fontenelle, que reaviva a discussão sobre o suposto assassinato do ex-presidente brasileiro João Goulart, em 1976, durante o governo de Ernesto Geisel e Música Serve para Isso – Uma História dos Mulheres Negras, de Bel Bechara e Sandro Serpa, sobre a original banda dos anos 80 de André Abujamra e Maurício Pereira.

9 Crônicas - Simone e Júlio foto de Fred Chalub

Mostra Catarinense, com oito filmes, realizados na maioria em Florianópolis, terá entre outros, a estreia da animação “O herói salva a cidade dentro de um sapato”, de Yannet Briggiler, cujos filmes já participaram em outras edições do FAM. Por fim, a Mostra Infantojuvenil terá nove produções concorrentes e mais seis filmes convidados (integrantes da mostra FESTin, de filmes em língua portuguesa), voltados ao público composto por milhares de crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares da Grande Florianópolis. Em 2012, mais de 3,3 mil crianças participaram da mostra, que está aberta a inscrições de escolas.

Além do Troféu Panvision em diversas categorias, as premiações este ano aos filmes vencedores nas quatro mostras competitivas somam R$ 70 mil em serviços, equipamentos e bolsas de estudo para realizadores, oferecidos pelos apoiadores Dolby, Kodak, Cinecolor, Orbital, CiaRio – Moviecenter, CiaRio – Naymar, O2 pós, White Gorilla, FocoBr e Cooltunes.

 

Mostras convidadas

Duas outras mostras não-competitivas convidadas completam a programação do festival. Outros Olhares, com oito curta-metragens, vai destacar recentes produções da Venezuela.

A mostra FESTin Ilha traz ao FAM filmes do FESTIN – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, realizado em Lisboa, que teve a quarta edição em abril. A mostra no FAM tem curadoria dos cineastas Zeca Nunes Pires e Maria Emília de Azevedo e vai exibir 16 curtas e um longa-metragem, produzidos em Portugal, Angola, Guiné-Bissau e Brasil. O longa é catarinense, O Tesouro do Morro da Igreja”, de Alexandre Corrêa (2012), drama de ficção que se passa na região serrana do estado.

Homenagens

O FAM fará este ano duas homenagens: à Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas (ABD Nacional), que completa 40 anos de história como uma das entidades de maior importância política no país a reunir realizadores de documentários e curtas-metragens. A outra homenageada é Zita Carvalhosa, criadora do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum, um dos maiores e mais tradicionais eventos mundiais dedicados ao formato do curta-metragem.

Fórum Audiovisual Mercosul

O Fórum Audiovisual Mercosul, realizado desde a primeira edição do FAM, constitui-se num espaço estratégico, reconhecido no meio institucional e entre os realizadores, dedicado ao debate das políticas públicas para o audiovisual da região, às manifestações estéticas e ao intercâmbio entre os profissionais da área. O fórum será composto de cinco painéis, dos dias 17 a 19/06, com os temas mais emergentes do cenário audiovisual: “TV Pública na emergência das linguagens digitais”, “Experiência de coproduções, a visão dos produtores”, “A TV no âmbito da Lei 12.485/2011 e a demanda de produção de conteúdos regionais”, “Coproduções – acordos bilaterais do bloco” e “Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e Prodav/Sul”.

Entre os participantes estarão Orlando Senna, presidente da Televisão América Latina (TAL) e Eva Piwowarski, que coordena o programa Polos Audiovisuais da televisão digital aberta da Argentina.

Da programação do fórum também faz parte o encontro das principais entidades cinematográficas do Sul do país, Cinemateca/ABD, Sintracine, Santacine, Siapar, Avec/ABD, Siav, Aptc/ABD.

O FAM 2013 também tem as Paralelas, apresentações musicais que antecedem as sessões noturnas no hall do Centro de Cultura e Eventos.

 

Informações atualizadas sobre o FAM podem ser obtidas nos seguintes endereços:

http://www.famdetodos.com.br/

http://www.audiovisualmercosul.blogspot.com.br/

http://www.facebook.com/audiovisualmercosul

 Fonte:

Jornalista Paulo Scarduelli

Célula Comunicação – Telefones: (48) 9112.7757 e 3304-7757 –
 
E-mail: paulo.scarduelli@celulacom.net.br

 

 

 

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s