Fundação Badesc abre exposição Poéticas do desenho e lança 4ª edição da revista de cinema Lado C

 

Obras que fazem um simulacro do próprio corpo do artista compõem o conceito da exposição coletiva Poéticas do desenho, orientados pela professora Adriana Maria dos Santos. A abertura ocorre na quinta-feira, dia 18 de julho, às 19 horas, na Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis. Na mesma noite será lançada a 4ª edição da revista de cinema Lado C, realizada pelo Fundo Municipal de Cinema (Funcine) e Cinemateca Catarinense.

Oferecida a partir da 5ª fase do curso de artes visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), a  proposta da disciplina poéticas do desenho é oferecer espaço para investigação na linguagem do desenho. Segundo Adriana, nesta exposição, os alunos/artistas desenvolvem uma linha expandida, tridimensional, fazendo uma espécie de exercício com o alter ego de cada um.

A criação em tamanho natural partiu do andamento da disciplina em conversa com os estudantes sobre a relação desenho/espaço/corpo. A maioria criou bonecos do próprio tamanho, utilizando como material tecidos, espuma, fibra, atadura gessada, papel, madeira; mas há também desenhos sobre estandartes com inspiração nos Parangolés de Hélio Oiticica como referência na hora de pensar o desenho como uma espécie de vestimenta. Também há casos de desenhos aplicados fora destes suportes ou com utilização de datashow.

Imagem

Entre os artistas estão estreantes e outros com percurso nas áreas das artes e campo do institucional. Participam da exposição: Ana Carla Batista, Bruno Bachmann, Caio Morastoni, Carolina Juppe, Denilson Antonio, Francisca Vilaça, Guilherme Alves Ribeiro,Indiara Nicoletti Ramos, Isadora Stahelin, Jenny Granado, Lara Monteiro, Luíze Zanette, Mauricio Magagnin, Monica Pedrini, Morgana Guerra, Priscila Latreille Kolling, Rafael Neckel, Sara Aguete, Stefani Santos, Susano Correia, Telma Scherer e Tharciana Goulart.

LadoC

A artista e professora Adriana Maria dos Santos, orientadora dos participantes da exposição Poéticas do desenho, também participa da 4ª edição da revista Lado C, ilustrando a capa e algumas páginas internas. A publicação ainda traz um texto de Pedro MC em que ele relata suas impressões sobre a conversa que teve com o pernambucano Kleber Mendonça Filho, diretor de O som ao redor, considerado pelo New York Times como um dos melhores filmes da década.

Fernando Boppré discorre sobre a memória do cinema catarinense, enquanto o jornalista Paulo Markun conta uma pequena história sobre a fotografia de Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha, fazendo analogia com as facilidades de produção com as novas tecnologias digitais. A produtora Flávia Person escreve sobre a gênese da “economia criativa”, termo em voga também na área do audiovisual, discorrendo sobre sua importância nas políticas públicas implantadas pelo governo federal e cobrando devidamente a ausência desta reflexão nas políticas públicas de Santa Catarina.

LadoC traz ainda uma entrevista de Fifo Lima com o diretor Gilberto Scarpa e textos de Maria Augusta sobre o cineasta argentino Edgardo Cozarinsky; de Daniel Mendonça, sobre a pintura de Edward Hopper e sua influência na fotografia de alguns filmes,; de André Barcellos sobre o documentário A Caverna dos Esquecidos, de Werner Herzog e de Chico Caprário, sobre a ponte Hercílio Luz retratada no cinema. Para completar, trecho do roteiro de A Noite, de Rodrigo Amboni, fotografias de Natália Poli e os cadernos de produção do filme Diários Daltônicos, de Patrícia Monegatto.

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s