2º Festival Audiovisual Catarinense faz encerramento na Ilha

Direcionado para curtas-metragens, FAÇA é gratuito, competitivo e democratiza o acesso à produção estadual, possibilitando diálogo entre realizadores e público.

 Imagem

Depois de percorrer as cidades de Chapecó, Lages e Blumenau, chega a vez do 2º FAÇA – Festival Audiovisual Catarinense exibir o que há de melhor na produção estadual de curtas-metragens em Florianópolis. O evento, que é gratuito e ocorre de 20 a 23 de novembro no Cinema do CIC, tem como objetivo difundir, incentivar e premiar audiovisuais com até 25 minutos, produzidos em Santa Catarina ou por catarinenses resididos em qualquer lugar do mundo. Tanto a noite de abertura (dia 20, quarta-feira) quanto a de encerramento (dia 23, sábado) tem início a partir das 19h30min. Já as quatro sessões competitivas ocorrem nos dias 21 e 22, quinta e sexta-feira, sempre em dois horários, às 19h e às 21h, cada um com seleção de filmes distinta.

Na abertura do FAÇA, os conflitos, dificuldades e preconceitos encontrados por casais homoafetivos no caminho para adoção de crianças vêm à tona com a exibição do documentário convidado, Família no Papel, de Fernanda Friedrich e Bruna Wagner. Premiado em outros festivais, o média-metragem tem duração de 52 minutos, foi rodado em diversas cidades brasileiras e produzido em Itajaí pela Tac Produções.

Os 21 filmes selecionados para a programação (ver lista completa no site www.faca.art.br) ganham a telona nas noites de quinta e sexta-feira, com a mostra competitiva. Eles concorrem a quatro Prêmios FAÇA de R$ 5 mil, totalizando R$ 20 mil, sendo três escolhidos pelo Júri Oficial, e Melhor Filme – pelo Júri Popular. No time que compõe o Júri Oficial estão o cineasta paulista, Jeferson De, o gerente de marketing e projetos do Canal Brasil, André Saddy, e o diretor e um dos organizadores do festival gaúcho Cine Esquema Novo, Gustavo Spolidoro. O Festival concede ainda o Prêmio Estímulo onde uma produção revelação escolhida pelos parceiros Cinesupport, Onda Sonora e Media Tools, leva mais de R$ 8 mil em produtos e serviços dessas empresas.

Para abrir essas sessões competitivas, entram em cena, ainda, seis documentários oriundos das oficinas realizadas na primeira edição do FAÇA no ano passado. Risco, Gaitas Hering e Cine Holetz, produzidos em Blumenau, e Gerlach Cine Desterro e Hotel Royal, em Florianópolis, são fruto das oficinas ministradas por Lallo Bocchino. O outro documentário, Cena em Lages, é resultado da oficina oferecida em Lages, articulada por Fernando Leão.

O encerramento do Festival ocorre no sábado e traz uma programação recheada de surpresas. Além de conhecer o resultado da mostra competitiva e conferir a exibição dos cinco filmes premiados, o público também vai poder assistir o que foi produzido na oficina de documentário realizada durante o FAÇA em Florianópolis, ministrada por Lallo Bochino.

Ainda na última noite, o cineclubista Darci Costa recebe o Prêmio FAÇA – Reconhecimento ao Mérito por sua admirável participação no fortalecimento da história da sétima arte na cidade. Em sua trajetória, foi crítico de cinema e comandou durante 11 anos (de 1986 a 1997), ao lado do sócio Alberto Fermiano, o Cine Art 7, local onde se poderia assistir filmes que não estavam no roteiro comercial. Hoje Darci exibe semanalmente clássicos e grandes obras cinematográficas na Fundação Cultural Badesc em sessões homônimas ao seu extinto cinema.

O FAÇA – Dos 90 filmes inscritos nessa segunda edição, 21 produções foram selecionadas para a mostra competitiva. Para o coordenador do Festival, Guto Lima, o FAÇA não é somente uma janela de exibição, mas uma oportunidade de intercâmbio entre realizadores e o público. “Um dos objetivos é exibir para oportunizar ao público a chance de conhecer parte significativa da produção audiovisual catarinense, que também pode interagir escolhendo o curta que mais gostou”, comenta Guto.

ImagemFoto: Ana Paula Domingues

Outra característica do Festival são as oficinas audiovisuais, também gratuitas, que acontecem simultaneamente ao evento. Nesta edição, cinco estão na programação: Documentário, ministrada por Lallo Bocchino; Roteiro e Direção, sob o comando de Ricardo Weschenfelder; Ideias Audiovisuais, orientada por Guto Lima; Oportunidades de Negócios Culturais, proferida por Carlos Eduardo Somaggio; e Introdução à Animação, articulada por Ana Ligia Becker.

O Festival também ocorreu em Chapecó (24 a 26/10), Lages (31/10 a 02/11) e Blumenau (07 a 09/11). Cada cidade teve o seu homenageado local para receber o Prêmio FAÇA – Reconhecimento ao Mérito. Além de Darci Costa, na Capital, Alvacir Ávila Santos foi o premiado em Blumenau, João Amorim em Lages e, em Chapecó, o prêmio foi para os irmãos Tomazelli.

 Mais informações pelo site www.faca.art.br ou pelos telefones da produção – Ana Paula Domingues (48) 9601-6625 ou Guto Lima (48) 9952-5657.

O Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte do Estado (SOL) e FUNCULTURAL é patrocinador do 2º FAÇA – Festival Audiovisual Catarinense.

O Festival conta ainda com a parceria da Alquimidia.org, Hemisfério Criativo, A3 Design Empresa Jr., com apoio da Catarina Criativa, Cinesupport, Dfato Comunicação, Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis (FUNCINE), Media Tools, Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), Onda Sonora e SESC Santa Catarina e com o apoio institucional da Amil Agência de Cultura, Cinelo, Cinema do CIC, Cinemateca Catarinense/ABD-SC, Curso de Cinema da Universidade Federal de Santa Catarina, CurtaDOC, Fundação Cultural de Blumenau, Fundação Cultural de Lages, Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB), Paradigma Cine Arte, Sindicato da Industria do Audiovisual de Santa Catarina (SANTACINE), Sindicato dos Trabalhadores na Indústria e do Cinema e Audiovisual de Santa Catarina (SINTRACINE), Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC), Universidade Federal da Fronteira Sul  e Universidade do Sul de Santa Catarina.

SERVIÇO

O quê: 2º FAÇA – FESTIVAL AUDIOVISUAL CATARINENSE

Quando: Sessão de abertura: 20 de novembro, às 19h30min.

Sessões competitivas: 21 e 22 de novembro, às 19h e às 21h.

Sessão de premiação: 23 de novembro, às 19h30min.

Onde: Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)

Quanto: Gratuito

 Assessoria de Imprensa

Eve Nunes

(48) 9973-6750 | evenunes@gmail.com

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s