Mesa de Abertura do 15º Catavídeo discute Cinema de Código Aberto

Mostra Livre Catarinense promove debate com Flávio Freitas, diretor do filme convidado Floresta Vermelha sobre produção audiovisual com ferramentas livres.

CATAVÍDEO chega a sua 15ª edição ressaltando uma das suas principais bandeiras: A liberdade. A “Mostra de Vídeos Catarinenses”, conhecida por ser a janela audiovisual mais democrática de Santa Catarina, pois organiza a programação a partir de todas as produções inscritas – independente da estética, gênero ou formato – passou a se chamar “Mostra Livre Catarinense”.

Para marcar este momento, o filme convidado para a abertura do CATAVÍDEO é o “Floresta Vermelha”, primeira produção no formato de cinema digital feito com câmera open hardware e editado comsoftwares livres.
Floresta Vermelha trata da volta de Nikolai para a casa dos pais em uma vila que poderia estar em qualquer lugar do mundo, com uma floresta que brilha no escuro.
Segundo os organizadores da mostra, “a escolha do Floresta Vermelha como filme convidado do CATAVÍDEO marca o momento de ir além da questão da liberdade estética para o debate sobre a liberdade de produção”. Além de ser captado com uma câmera Elphel, equipamento cuja documentação permite que os produtores possam usar e alterar a estrutura, o filme Floresta Vermelha obteve recursos através de um site de crowdfunding, que promove o financiamento coletivo de projetos.
Após a exibição do curta-metragem, será realizado um debate sobre a produção com software livre e formatos de licenciamento flexível com o Diretor, Flávio Soares, que além de produtor audiovisual, foi membro do Conselho Administrativo Interino da Associação Internacional Apertus – Open Source Cinema e pesquisador de multimídia em Linux para o Ministério da Cultura entre 2005 e 2007.
Floresta Vermelha, de Flavio Soares_02
O debate também terá a participação de Chico Faganello, produtor audiovisual e diretor da empresa FilmesqueVoam, especializada em produção e distribuição para novas mídias de conteúdo brasileiro infantil; Pedro Markun, membro da Aliança pelo Vídeo Livre, desenvolvedor de software livre e ativista pelos dados abertos e pela liberdade na rede; moderação de Thiago Skárnio, diretor da Alquimídia.org e Coordenador do Pontão Ganesha de Cultura Digital.
1392462_642835792406463_1710535409_n
O CATAVÍDEO ocorre de 25 a 29 de Novembro na Fundação Cultural Badesc e na Cinemateca Catarinense, que abrigará a consagrada “Sessão Maldita” e a novidade desta edição: “Janela Livre”, uma sessão aberta a qualquer pessoa que queira trazer algum vídeo para exibição, contanto que traga com uma hora de antecedência.
O evento também conta com a realização de oficinas gratuitas de documentários, cartazes e gambiarra (técnicas para a utilização de materiais de baixo custo, fáceis de encontrar no mercado ou recuperados do lixo, como acessórios para máquinas fotográficas e filmadoras.)
Outras informações:  florestavermelha.org
SERVIÇO
O quê: Abertura do 15º Catavídeo – Mostra Livre Catarinense e debate com Flávio Freitas, diretor do filme convidado Floresta Vermelha sobre produção audiovisual com ferramentas livres.
Quando: Dia 25 de novembro, às 19h.
Onde: Fundação Cultural Badesc. Rua Visconde de Outubro Preto, 216. Centro, Florianópolis
Quanto: Entrada gratuita
Contatos: 48 8474 0620 (Viviane), 48 9919 0736 (Marina)
Programação: catavideo.org
Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s